Tratamentos para Queda de Cabelo: Laser, PRP e outros

Tratamentos e remédios para queda de cabelo

Há muitas inovações no que diz respeito aos tratamentos para calvície. Nos últimos anos tem havido uma grande investigação à essa patologia devido ao fato do problema afetar grande parte da população. Cerca de 70 a 80% dos homens irão sofrer de calvície ao longo da vida, enquanto que entre 30 a 40% das mulheres também tendem a desenvolver a patologia. Por tudo isso, existem pesquisas sendo realizadas em vários sentidos, resultando no surgimento de diversas tecnologias e tratamentos inovadores na área.

Tratamento a laser para queda de cabelo

O LLLT (low-level light teraphy) é um tratamento que utiliza luz de baixa intensidade, e consiste basicamente na incidência de feixes luminosos sobre o couro cabeludo a fim de aumentar a textura e espessura dos fios de cabelo, além de promover o crescimento capilar. Esse tipo de terapia pode ser efetuado antes ou depois da cirurgia de transplante capilar, já que promove o desenvolvimento e fortalecimento do cabelo recém-implantado.

saiba-mais-hairloss-blocker

A luz de baixa intensidade, característica da terapia LLLT, é uma das inovações já aprovadas pela entidade reguladora estadunidense FDA (Food and Drug Administration). Porém, muitas delas ainda são realizadas em centros especializados em caráter experimental, como o PRP.

tratamento-queda-de-cabelo-laser

PRP (Plasma rico em plaquetas)

Este método aproveita algumas células do plasma sanguíneo do próprio paciente, que nada mais são do que as plaquetas, extremamente ricas em uma substância chamada de fator de crescimento, elemento que pode ser injetado diretamente no couro cabeludo, ou durante o micro transplante capilar, e promove o desenvolvimento do cabelo, estimulando células terminais presentes dentro da derme do couro cabeludo, fazendo com que assim surjam novos cabelos.

Microneedling (microagulhas)

Outra inovação é a técnica microneedling, que consiste na indução de traumas causados por microagulhas que provocam estímulos às moléculas adjacentes às células, proporcionando assim o crescimento capilar. Existe ainda uma segunda vantagem, que é a aplicação de produtos diretamente sobre a pele com uma absorção de quase 100%, efeito decorrente da incidência vertical das agulhas sobre a derme. Desse modo, à medida que as agulhas penetram, dá-se a inserção dos complexos de crescimento, vitaminas, ou quaisquer outros compostos desejados.

A perfuração das agulhas proporciona certa dor, razão pela qual o paciente recebe anestesia local. O equipamento consiste em uma espécie de caneta que comporta microagulhas ajustáveis em termos de profundidade e de acordo com a região do couro cabeludo a ser tratada. Além disso, a velocidade de penetração também pode ser controlada.

Trata-se de um método já utilizado em cirurgias da área de dermatologia estética já há algum tempo. Com relação à adoção da técnica sobre o couro cabeludo, existem vários estudos que corroboram sua eficácia.

Boné de luz de baixa densidade

Existem também diversos itens disponíveis, como bonés esportivos que emitem luzes de baixa densidade e podem ser usados em casa pelos pacientes. Contudo, é necessário que se tenha prescrição médica adequada, já que o indivíduo não poderá usá-lo por sessões acima de 25 minutos por dia e duas vezes por semana.

Clonagem de células

Outro ponto que tem sido pesquisado é a clonagem das células, mas ainda se limitando a experiências em animais, contudo, já foi possível clonar células da papila dérmica, promovendo o crescimento de novos fios de cabelo. Mas, a realização de testes em humanos ainda é bastante complicada, uma vez que são exigidos muitos procedimentos, além do fato das clonagens de células ainda estarem pouco avançadas.

Remédio para queda de cabelo

No caso da simples queda de cabelo, a solução é totalmente dependente da identificação da causa, que deve ser tratada a fim de que os cabelos respondam favoravelmente. Em se tratando de calvície, existem produtos de uso tópico à base de Minoxidil, e medicamentos de via oral à base de Finasterida. Além disso, também há a Dutasterida, que em alguns casos apresenta resultados superiores aos proporcionados pela Finasterida. Outra alternativa é o Follixin, suplemento natural que age aumentando a absorção pelo organismo de nutrientes essenciais para os cabelos.

>> Clique aqui para saber mais sobre o Follixin <<

Com relação às mulheres, é importante salientar que cerca de 30% delas apresentam algum grau de calvície. O uso de algumas variações de anticoncepcionais podem ajudar a deter o avanço desse processo.

Independentemente de procurar pelo tratamento com medicamentos, ou partir para o transplante capilar, os pacientes tendem a acreditar que os resultados são imediatos, o que não é verdade. A terapia medicamentosa é, na maior parte das vezes prolongada, e em alguns casos poderá inibir a progressão da calvície, porém, o tratamento contra a calvície somente poderá amenizá-la, e não eliminá-la, uma vez que o problema é hereditário. A única solução definitiva para esses pacientes é o transplante capilar.

Essas terapias são indicadas, principalmente, no início do problema, ou seja quando o indivíduo começa a perder os cabelos e recebe diagnóstico positivo para calvície. Logo, na maioria destes casos, faz-se a recomendação dos tratamentos, e não da cirurgia de implante.

Cirurgia para calvície

O tratamento cirúrgico é definitivo, procedimento no qual ocorre o transplante de fios naturais retirados do próprio indivíduo e implantados na área calva. Após nascerem, esses fios não caem mais. Contudo, como afirmado anteriormente, o resultado não é imediato, já que esses fios passam por um ciclo de crescimento até se tornarem definitivos. Assim, a angústia com relação a resultados imediatos é comum a todos os pacientes.

O mais indicado é considerar o procedimento cirúrgico a partir do momento que o paciente apresente uma rarefação considerável, com sulcos pronunciados, ou quando a região da coroa já esteja evidente. Porém, normalmente, a primeira fase do tratamento contra a queda de cabelo é marcada pelos tratamentos clínicos.

Microtransplante capilar com robô

Outra inovação é o desenvolvimento de um robô criado para realizar o microtransplante capilar, ou seja, trata-se de um equipamento robótico que permite efetuar algumas das passagens da cirurgia de microtransplante capilar. Atualmente, o aparelho executa incisões, para que posteriormente o cirurgião possa extrair os folículos, além dos cortes efetuados para transplantar os folículos, deslocando-os da área doadora para a receptora.

Alguns estudos consideram que o ideal seria que a máquina conseguisse extrair o folículo e transplantá-lo simultaneamente. Porém, a dinâmica é extremamente complexa devido à preservação da natureza do folículo, evitando que ele possa ser danificado.

O robô pode ser um facilitador no microtransplante capilar, economizando tempo, uma vez que o aparelho executa movimentos precisos que podem ser controlados, tanto no que se refere à velocidade quanto à profundidade. Trata-se de uma das maiores evoluções com relação à execução humana.

>> Clique aqui para saber mais sobre o implante capilar <<

Comments are closed